quinta-feira

21º Capítulo

Todas as tardes, na Sooner Fidelity, os funcionários faziam uma pausa de quinze minutos para um café.
Nem bem Vanessa colocou os pés na copa, Ashleu a puxou para um canto e disse:
- Quero saber o que está se passando.
- Como assim?
- Não se faça de ingênua. Você sabe muito bem do que se trata. Praticamente a Sooner inteira viu você chegando agora à tarde com o sr. Efron. Juntos!
- Sim, e daí?
- E daí? É a segunda vez que sai com ele, Nessa!
Vanessa olhou ao redor. Metade dos funcionários daquele andar se encontrava ali na copa.
- Dá para você falar mais baixo, Ashley? E além disso está enganada. Não foi só a segunda vez.
- Quer dizer que saiu mais de duas vezes com o sr. Efron! - A moça sussurrou arregalando os olhos.
- Corey deve andar muito distraído. - Vanessa resolveu provocá-la. Tinha certeza como Ashley entenderia a indireta.
- Corey? O que ele sabe que não sei?
- Nada, Ashley, nada. - Vanessa se cansou. - Mas me diga uma coisa, não achou Zac espetacular?
- Zac, espetacular?! - Ashley pôs a mão no ombro de Vanessa. - Venha cá, amiga. Você precisa se sentar, acho que está passando mal.
- Nada de sarcasmos comigo, Ash. Estou falando sério. Não achou Zac espetacular?
- Não é possível! - Ashley colocou a mão na testa. - Ele deve estar mantendo você sob hipnose.
- Ashley!
- Está certo, está certo. - As duas aproximaram-se da cafeteira. - Para falar a verdade, fiquei tão pasma quando vi vocês dois juntos que nem reparei direito no sr. Efron.
- Ele tem os olhos mais sexy do mundo, Ash! Quem acreditaria?
- Sexy? Eu não acredito.
Vanessa encheu duas xícaras e deu uma a Ashley.
- Sei o que a maioria do pessoal pensa do sr. Efron. Mas ninguém o conhece, esta é que é a verdade.
- E quem se interessaria em conhecê-lo? Ele não passa de um colarinho engomado que olha para os subalternos como se fossem meros camundongos de laboratório.
- Está redondamente enganada, Ashley. O sr. Efron não é nada do que pensa. Ele é genial, educado e muito divertido.
- Será que está falando mesmo Zachary Efron?
- Estou.
Ashley revirou os olhos.
- Então é mesmo o que eu supunha. Você está sob efeito de hipnose. Amenos que... Não está apaixonada por ele, está? - Ashley deu de ombros. - Não, que bobagem. Você e Efron? Seria o mesmo que juntar gelo e fogo.
- Já experimentou? - Vanessa deu uma piscadela. - O gelo se derrete cada vez que os puser juntos.
- Francamente! Não estou entendendo você! - Vanessa colocou a xícara sobre o balcão e dirigiu-se à porta.
- Como eu já disse, você está completamente por fora, Ashley.
- Vanessa! - A amiga correu atrás dela. - Parece grave, amiga. Está me deixando preocupada, sabia? Nunca vi você tão séria.
- Obrigada, Ashley. Não sabia que me considerava uma palhaça.
- Por que está usando esse vestido preto, hoje?
Vanessa olhou para o próprio corpo. Vestia um modelo de lã preta, com mangas três quartos. Era simples, mas acentuava-lhe bem as curvas dos quadris.
- Já vim trabalhar com ele uma porção de vezes, Ashley.
- E prendeu os cabelos! - Ashley olhou para o pescoço de Vanessa. - E ainda por cima colocou o colar de pérolas!
Vanessa riu.
- Nunca ouviu dizer que pérolas, quanto mais usadas, mais bonitas ficam?
- Não fuja do assunto!
- Não há assunto, Ashley. Zac e eu ficamos amigos, foi só. Não há razão para tanto carnaval, eu lhe garanto.
- É capaz de jurar sobre a Bíblia que não está apaixonada por ele?
Vanessa parou no meio do corredor. Era demais. Ashley e Corey podiam dar as mãos!
- Jurar sobre a Bíblia? O que é isso agora? Estamos num tribunal e sou a ré?
- Vanessa...
- Não posso me apaixonar por ele. Zac está... - ela fechou a boca com força e começou a andar em direção ao escritório.
- Vanessa, volte aqui!
Ignorando o pedido de Ashley, entrou em sua sala e fechou a porta. Quase havia dito que Zac estava de olho em outra mulher. Ashley nunca poderia sabê-lo.
E ela própria preferia não pensar muito em Lilly.
Mas naquela tarde, enquanto dirigia para casa, as palavras de Ashley voltaram-lhe à mente. Estaria mesma se apaixonando por ele?
Provavelmente. Pelo menos não se lembrava de ter pensado em nenhum outro homem com tanta frequência quanto pensava nele. Zac a levava a desejar coisas incríveis, como ter filhos e constituir uma bela família.
Ao mesmo tempo, quanto mais pensava, mais Vanessa se convencia de que era uma tola. Ele só tinha olhos para uma pessoa: Lilly. E que, por sinal, se punha entre ambos como uma parede invisível!
Vanessa estava quase chegando ao seu apartamento quando de repente mudou de ideia. Virou à direita dois quarteirões antes, tomando a direção da casa de sua mãe. Há dias não se encontravam e por qualquer razão sentiu uma vontade enorme de vê-la.
Gina Hudgens era uma mulher muito atraente. E jovem também. Havia tido a filha muito cedo, por isso pouco passava dos quarenta agora. Quando Vanessa entrou, ela se encontrava no banheiro, arranjando-se diante de um espelho enorme todo iluminado.
- Oi, querida, como vai? - Gina beijou a filha. - Tudo em ordem?
- Bem. Estava indo para casa quando resolvi dar uma olhada em você.
- Uma olhada em mim? Que filha adorável!
Vanessa sentou-se num banquinho e ficou observando a mãe se maquilar. Não podia compreender como o pai a deixara por outra. A mãe era gentil, bonita, inteligente, a mulher mais sensacional que ela conhecia.
- Vai sair, mãe?
- Uma festa em Nichols Hills. O doutor vai receber alguns colegas esta noite. Que acha que devo usar, querida?
- Vermelho. Você fica linda de vermelho.
- Obrigada, amor. - Gina olhou para a filha. - Algum problema, anjo? Estou achando você tão desanimada.
- Cansada, isso sim. - Vanessa disfarçou. – Estamos em época de relatórios e o trabalho se acumula. Você disse festa em Nichols Hills? É onde Zac mora.
- Zac...?
- Meu chefe.
- Nesse caso ele é um dos milionários também?
- Deve ser. - Vanessa tentou sorrir. - A Sooner paga a ele uma fortuna.
- Então nós duas temos chefes milionários, querida. Por que não damos um golpe nos dois e vamos viver em Nichols Hills?
- Mãe! - Vanessa fingiu-se escandalizada. - O dentista para o qual trabalha é solteiro?
Gina começou a passar creme no rosto.
- Divorciado. É bonitão, loiro, musculoso e divertido. Que tal?
- Não entendo como pode pensar em casamento depois do que papai lhe fez.
- O que é isso, filha? Seu pai é uma pessoa. Nem todos são iguais a ele.
- Como sabe? Acaso pergunta antes se serão honestos e fiéis?
- Vanessa! Não gosto de ouvi-la falar desse jeito. Se pude aceitar os defeitos de seu pai você também pode.
Vanessa fechou os olhos.
- Ele magoou você, mãe. Magoou a mim. Não sei se algum dia vou poder esquecer ou perdoá-lo inteiramente.
Gina colocou o vidro de creme sobre o aparador e olhou para a filha.
- Mas deve. Nunca será feliz se não o fizer, querida. Nunca poderá ter um relacionamento duradouro com um homem.
- E quem disse que quero um relacionamento duradouro? - Vanessa disse com amargura. - Encontros passageiros me bastam.
- Querida. - A mãe balançou a cabeça de um lado para o outro. - Um dia desses vai se cansar dessa vida agitada que leva. Vai encontrar um homem e não vai se satisfazer apenas com uma noite divertida ao lado dele. Será terrível para você. E para ele também, se não aprender a confiar, filha.
Volteiiii
Quase a Vanessa falou... hahaha
A Ashley cutucou o ponto certo!! Apaixonada... Vamos lá Vanessa
admita logo vc é apaixonada pelo Zac e vá atrás dele por favoooooor!!
Comentem ai...
Obrigada pelos comentários
PS: hoje é aniversário da Ashley Tisdale e para comemorar estamos fazendo uma maratona especial no face e no twitter corram lá e ajudem com a tag: Happy Birthday Ashley Tisdale
Beijinhoos e até amanhã...

4 comentários:

  1. Amei a mãe da Vanessa, e tadinhas ,elas sofreram bastante pelo jeito,Posta mais bjs bjs!
    #HappyB-DayAshley

    ResponderExcluir
  2. Nossa elas sofreram mto tadinhas amando aqui posta mais
    #HappyB-DayAshley
    Xoxo

    ResponderExcluir
  3. Ahhh verdade a Vane tem que assumir esta apaixonado e lutar pelo seu amor, eu adorei o capitulo flor e posta mais viu. Bjos

    ResponderExcluir
  4. Ai meu core
    essa fic tá meha perfeita
    Vanessa admite que tá apaixonada pelo Zac
    amei amore
    posta mais, kisses

    ResponderExcluir